Caminhar


Eu sou como os ciganos! Caminhar
É para mim, na vida, o maior bem;
Ao sol, à chuva, ao vento e ao luar,
Sem me prender a nada ou a nínguem!...

Parar será morrer! Nunca parar!
É preciso haver sempre um mais além.
Ai do que chega, aonde quis chegar;
Pobre, do que na vida se détém!...

Caminhar é ter sempre uma alma nova.
É não se conhecer a nossa cova.
É ter fome, é ter sede de verdade!

É ter alma de poeta e vagabundo!
É ir até onde termina o mundo
E começa o explendor da Eternidade!

Manuel Cid Teles

(em: "Canta Cigarra, Canta! - Sonetos" Oliveira do Hospital)

1 comentário:

  1. tb tens este livro?
    os poemas são lindos!
    e com a foto então..

    acabou de ser publicada no HF a minha "portugal fashion report".
    passa no blog,postei o link, se quiseres espreitar.

    estou esgotada, mas finalmente vou poder dormir!!(quem corre por gosto...lol)

    beijinhos!

    ResponderEliminar