saudades

Um destes dias acordei com umas terríveis saudades de um certo sítio onde vivi.

Tenho saudades de como era tudo tão simples quando a grande tarefa era tomar conta dos irmãos, ou ver quem era o primeiro a andar de bicicleta.
Tenho saudades de correr livre encosta abaixo.
Da descida de bicicleta (até de alguns tombos!).
De subir às oliveiras.
De ajudar a fazer o telhado da cozinha.
De desenhar todos os dias.
De ler até ficar escuro (e isso me tornar míope).
De plantar a primeira roseira (que não deu nada) e de sonhar um dia plantar morangueiros.
De ir de bicicleta às laranjeiras.
Da Kika e da Kara (as nossas cadelas).
Do Xico (o gato).
Da horta.
Da terra.
Da serra.
Das casas.
Das cabras.
E poderia continuar por aqui fora...
Hum... que saudades!...

                            













2 comentários:

  1. com essas imagens dá mesmo para ver que as saudades só podem ser muitas :)

    ResponderEliminar
  2. just the kind of childhood I long for, for Isabella :-) x

    ResponderEliminar