4.22.2012

o parto

O primeiro parto, do Si., foi na maternidade.
Apesar de nada de muito grave ter a relatar dessa experiência - a não ser a dificuldade que tive em conseguir descansar nos 4 dias em que lá passei - decidi que desta vez queria um parto em casa. No meu conforto, na minha paz. Era assim que eu queria que o Joel conhecesse o mundo. O facto de agora estar bastante mais informada do que em 2007 e de ter uma amiga doula também me ajudaram nessa decisão.
Não acho que o facto de se ter um bebé em casa seja propriamente um acto de coragem, aliás é cada vez mais comum... outra vez. Com a diferença de que hoje em dia com todos os avanços científicos, tecnológicos, as ecografias, etc, etc... é possível ter quase 100% certeza de que não vão ocorrer (em principio) nenhumas complicações na hora do parto. E mesmo que possam existir, o/a parteiro/a ou o/a obstetra que assiste ao parto em casa, a doula, estão preparados para uma série de eventualidades, e em último recurso, um Hospital estará mais ou menos "ali à mão"!
Pois é... mas existem outros factores a ter em conta. E um deles importante é que, assim como um parto numa clínica privada não é para todos... um parto em casa (com as condições modernas que referi) também não é para todos.
É caro (para mim). E isso fez-me mudar de ideias.
Não estou triste, nem derrotada. Assim será e estou confiante que tudo correrá bem... Nasça onde nascer.
Até lá... descansar o máximo foi o que o médico me recomendou (que tenho abusado um bocado!) e dentro dos possíveis, tenho ainda muito com que me entreter pois a minha "check-list" de coisas a fazer antes do parto é bem extensa...!

*Bom Domingo!*




3 comentários:

  1. I am sure the birth will be beautiful wherever it is :-) I cannot wait to hear the news!!! sending hugs my friend xxx

    ResponderEliminar
  2. Por 3 vezes tive o sonho de pensar que um dia seria posssível as minhas filhas nascerem em casa. Mas o factor saúde não me permitiu esta escolha, na altura. Nasceram longe de casa mas havia um lindo sol e o Amor é tão grande que apaga estes "caprichos".
    Um beijinho nessa boa hora:)

    ResponderEliminar
  3. xuxudidi: ...É isso mesmo que sinto! :) beijinhos

    ResponderEliminar