12.20.2013

...no alto da montanha...

....pertinho lá do céu...
...bem, não tão pertinho assim, apenas 344 metros de altitude! Mas a vista é deslumbrante!... Nela, cristais de quartzo brotam das rochas...Deixo-me perder na sensação de estar a "por o pé" na História, sentindo nessa imensidão o que sentiriam os povos da antiguidade que por aqui andaram e que daqui fizeram as suas muralhas contra invasores. Pois, entre o Neolítico e a Idade média foi fortaleza natural.












De um sitio especial do qual falei aqui. E disse que o visitaria.
Subimos lá por estes dias.

«Situado junto à Póvoa de S. Cosme na margem esquerda do Rio Mondego e com relevância e importância histórica e arqueológica está o «Monte do Crasto» ou «Castro do Vieiro», cuja origem se situa entre o período Neolítico e a Idade Média. Fortificação grosseira mas eficaz, constituída pelo topo aplanado de um cabeço formado por um afloramento de quartzo branco e rosa. Podem observar-se restos de duas linhas de muralhas, muros de pouca espessura, sendo o recinto do castro de forma oval.
A Penha do Vieiro é, quanto a património natural, um local de significativa importância. Trata-se de um afloramento depedras de quartzo a 344 m de altitude, que com a erosão dos tempos formou uma espécie de galeria natural conhecida pela Sala do Bufo e que se assume como um belíssimo miradouro sobre o Vale do Mondego, avistando-se, ao fundo, um lindíssimo lençol de água no ziguezaguear do Rio. 
(daqui)

1 comentário:

  1. Que lindas fotos Joana!
    Um bom Ano para ti e família. bjs da Deva :)

    ResponderEliminar