4.07.2016

a minha cidade, o meu campo

Sou do campo, sou da cidade. Tal como Cesário Verde, vivo intensamente esta dicotomia, embora sem que cada um represente posições opostas na minha vida.

Em dias como este, aprecio tanto a minha horta e as paisagens campestres, como adoraria descer Sá da Bandeira, passar pela Estação de São Bento e descer a Mouzinho da Silveira até à Ribeira, e aí, demorar-me a olhar o Douro e Gaia do lado de lá.

.saudade.


Fotografia de Alfredo Cunha

Sem comentários:

Enviar um comentário