5.08.2016

Wild flowers


Hoje eu estava meio rabugenta e sem energia. A chuva não me deixava ir lá para fora, a manhã passada entre o computador tentando acabar o preenchimento do irs e as tentativa falhadas (sem vontade) de levar a cabo algumas tarefas domésticas.

Há dias descobri a Katie Daisy e senti uma absoluta ligação com trabalho dela. Acabou de lançar um livro absolutamente maravilhoso - How to be a Wildflower: A Field Guide. Eu estava mesmo a precisar de ser uma - wild flower - hoje!

Finalmente, a meio da tarde, a chuva parou, o sol resolveu espreitar por entre as nuvens e eu fui ver a minha horta.

Percorri a quinta, fui aos meus recantos preferidos.

Respirei, apreciei as flores silvestres, o campo, o meu bosque... e assim fiz a minha meditação... Andar pela quinta é o meu momento mindfulness. (Que falta me estava a fazer!)
 









os mirtileiros...



as macieiras, o prado...





 

o bosque...










os montes, os campos, as flores silvestres...








 













4 comentários:

  1. Tudo tão lindo também por aí! Por aqui no "meu" campo falta-me a casa e as raízes. Ainda. A vida é uma construção diária... Foi um prazer vir aqui :) Boa semana.

    ResponderEliminar
  2. Tão bonitas as fotos. Adoro flores silvestres. :) Boa semana!

    ResponderEliminar
  3. Que lugar maravilhoso para se morar Joana, tudo tão bonito e puro! Aproveita bem esses momentos como o que descreves, fazem-nos bem :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Esses caminhos entre os campos são uma benção. Às vezes vou na estrada e vejo os campos e só penso "quem me dera ir por aqui abaixo e embrenhar-me", isso é estar completamente fora de tudo e estarmos só connosco. Terapia de campos...

    ResponderEliminar