os muros

Ontem cortou-se o mato onde o tractor não pôde chegar. Um lugar fresco de carvalhos e castanheiros, no limite oeste da quinta
Escondidos por detrás da densa vegetação encontramos recantos com muros imponentes e rochedos. E posso jurar que neste sitio ouço água. Água cristalina e fresca que corre por debaixo das rochas.
Escolhemos este sitio para o pomar/agro-floresta, e um recanto de piquenique... ou sei lá!... Para já, mil possibilidades!...
 












8 comentários:

  1. que frescura... também ouço água a correr por entre essas pedras :)
    até já sinto o cheiro da terra molhada no outono, que maravilha...!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cheirinho a terra molhada...hum!

      Eliminar
  2. Tão bom...! Terra livre para pessoas de coração bom. Bons projectos! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Alexa! Quem sabe um dia tenho a tua visita nesta terra, hã?
      xxx
      bjs

      Eliminar
  3. Vejo por aí muito trabalho para fazer!
    E espero que encontres a tua água!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh se há!!!... Dizem que corre por ali uma nascente!
      x

      Eliminar