Mensagens

A mostrar mensagens de Maio, 2015

- joel 3 -

Imagem
Ontem tivemos aniversário e houve celebração na casa da avó.
O Joel fez 3 anos!!!






Talasnal do meu coração

Imagem
Ontem, houve festa de mini-basquete na Lousã e o Si foi com a equipa. Jogos toda a manhã - almoço/piquenique nas piscinas do castelo - caminhada na serra - merecida banhoca nas piscinas de água gelada mas pura - e lanche para terminar, já pelas 6 horas da tarde.


Enquanto eles almoçaram e fizeram a caminhada, nós: mãe, pai e ju, aproveitamos para subir ao Talasnal.
Vivi lá em pequena, nos anos 89/90/91... Eu tinha 6 anos, as minhas irmãs, 7 e 9 e o meu irmão apenas 6 meses, quando os meus pais se mudaram para a serra de malas e bagagens para sermos os únicos habitantes daquela aldeia. Nós, o Tarruco, o nosso cachorro serra da estrela e a Malhinha, uma gata grávida. Coragem ou loucura, dizia toda a gente! Não têm medo? Talvez um misto e também procurar viver o sonho... digo eu!



O caminho para a vila (que agora é cidade) fazia-se a pé, não tínhamos carro - só uma motorizada - e os taxistas da vila não queriam estragar os Mercedes na estrada, que ainda era de terra. No primeiro ano não f…

summer hat and memories

Imagem
... Memórias de quando eu guiava um destes...

Descubro estas fotos antigas e relembro que foi por esta altura, à exactamente 9 anos... Foi quando comprei este chapéu de palha na feira. Quando nos mudámos da cidade para o centro de Portugal, eu e o meu companheiro estávamos, de certo modo, bastante focados em ser agricultores. Tanto, que o primeiro passo foi tirar um curso de 5 meses de tractoristas, que é como quem diz, "operador de máquinas agrícolas" - que engloba a carta de condução de tractor e um CAP. Aprendemos sobre mecânica e alfaias agrícolas, e como guiar na estrada e na terra com reboque... e todas as "loucuras" que se pode fazer com uma máquina destas!
Infelizmente, apesar de ter sido a terceira melhor do curso, não me tornei numa grande tractorista... pois nunca mais peguei num tractor... mas sei que vida me reserva um, pois fará falta para cuidar da minha "terra do arco-íris"! Tudo a seu tempo, e apesar de já tantas vezes ter desesperado po…

livros da infância (I)

Imagem
"Nuno e Carolina vão à feira"... Há dias, (isto vai parecer complicado!) num post antigo de um anterior blogue da autora de um blogue novo, re-encontrei, emocionada, um livro que tive em criança. Um livro do qual já tinha esquecido o título, um livro que perdi no tempo, que ficou para trás numa casa antiga provavelmente... Só não tinha esquecido aquele apetitoso balão cor-de-rosa e a suavidade do maravilhoso desenho e da aguarela de Satomi Ichikawa. Porque, embora eu me tenha esquecido do livro, as suas imagens estavam cá, num qualquer lugar da minha memória, apenas à espera de uma brecha de luz para de novo tudo voltar. Este foi um dos meus preciosos livros da infância. Não era meu e das minhas irmãs, como a maioria deles. Este era mesmo só meu... ou talvez não fosse só meu, mas eu quisesse que assim fosse por tanto gostar dele! E eu percorri as suas páginas centenas e centenas de vezes, até, quem sabe, de tão manuseado as suas folhas se rasgarem, desfazerem em pó, se perd…