Mensagens

A mostrar mensagens de Janeiro, 2011

Poderá também gostar de...

Imagem
Esta aplicação no rodapé dos posts..."Poderá também gostar de", faz-me recuar no tempo, re-descobrir e recordar.

Este é de 2007.
20 dias depois de ter nascido o meu pequeno Si.




de agulha em punho

Imagem
Os serões têm sido de costura. Guardo sempre roupa velha, trapos e farrapos, fitas, botões e fios que me vem parar às mãos ou que compro de longe a longe. Uma mania que é um grande inconveniente para quem tem falta de espaço de arrumação. Mas penso sempre: "Quem guarda sempre tem!". Um destes dias resolvi por mãos à obra e comecei a reciclar. Bem, na verdade não pensei muito, foi um rasgo de vontade que me fez ir mexer nos trapos, pegar na caixa de costura, e de agulha e linha em punho comecei a juntar trapinhos e fios. Um animal por noite. Agora não me apetece parar por isso acho que vou andar entretida durante uns tempos!... Até porque o pequenote já me incumbiu de uma série de missões... um leão, outro gato, um cão, girafa, etc, etc, etc...) ... The evenings have been "sewing evenings". I always keep old clothes, rags, ribbons, buttons and yarns that come into my hands or that I buy from time to time. A craze that is a major inconvenience for those with lack of storage…

Ontem...

Imagem
Laranjas e tangerinas saltaram da árvore para a cesta.
As plantas espreitaram através da janela molhada e agradeceram a luz.
A minha mão fumegou ao sol.

Funciono a energia solar.
Ontem carreguei baterias. ...Que bem que soube...!



jogo da tarde

Imagem
Mãe: Eu gosto de ti
Si.: Eu gosto da mãe
Mãe: Eu gosto do miau
Si.: Eu gosto do pai
Mãe: Eu gosto do céu
Si.: Eu gosto de fiois (flores)
Mãe: Eu gosto de chá
Si.: Eu gosto do itinho (leitinho)
Mãe: Eu gosto de pintar
Si: Eu também
Mãe: Eu gosto de marmelada
Si.: Eu gosto do miau a arranhar o sofá
(???????????????????)

saudades

Imagem
Um destes dias acordei com umas terríveis saudades de um certo sítio onde vivi.

Tenho saudades de como era tudo tão simples quando a grande tarefa era tomar conta dos irmãos, ou ver quem era o primeiro a andar de bicicleta.
Tenho saudades de correr livre encosta abaixo.
Da descida de bicicleta (até de alguns tombos!). De subir às oliveiras.
De ajudar a fazer o telhado da cozinha.
De desenhar todos os dias.
De ler até ficar escuro (e isso me tornar míope).
De plantar a primeira roseira (que não deu nada) e de sonhar um dia plantar morangueiros.
De ir de bicicleta às laranjeiras.
Da Kika e da Kara (as nossas cadelas).
Do Xico (o gato).
Da horta.
Da terra.
Da serra.
Das casas.
Das cabras.
E poderia continuar por aqui fora...
Hum... que saudades!...